quinta-feira, 19 de abril de 2012

Informações gerais


O termo Misofonia foi cunhado por cientistas FUA Pawel e Margaret, em 1991.

Os sintomas variam de pessoa para pessoa, mas em geral é uma doença que surge em torno de 10 anos. O principal sintomas é uma reação que pode variar tanto da raiva quanto a auto-proteção relacionados a sons ou movimentos.

Os sons que começam a irritar geralmente são relacionados com a respiração e a alimentação. Sendo que também podem ter como causadores sons repetitivos (tic-tacs de relégio), movimentos repetitivos (como balançar de pernas, pessoas batendo em mesas) e visões associadas com os sons (somente a visão de alguém mastigando pode levar a reações das pessoas com misofonia)

Por favor, comentem falando o que te irrita, permitindo a maior divulgação da misofonia


126 comentários:

  1. Para já sou anónimo do sexo Masculino tenho 33 anos. Mail: 01612@iol.pt
    Senhor Fernando Augusto gostava de lhe perguntar se você próprio tem misofonia ou apenas está interessado pelo tema?
    A alimentação e respiração a mim incomoda-me muito tanto a ver como a ouvir, embora só pessoas mais chegadas me façam diferença, depois existe outras do tipo cães a ladrar, assobios e galos a cantar estas duas últimas sem dúvida que são as piores para mim.Em relação aos assobios é mesmo qualquer pessoa.
    Uns dias são piores que outros, mas normalmente é muito mau.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema não é vosso!
      Qualquer ruído, barulho, que seja muitas vezes repetido, vai stressar qualquer ser humano.
      Há barulhos que PREJUDICAM qualquer ser humano, e se forem repetidos durante muito tempo, as pessoas acabam por ficar sensíveis a esses barulhos.
      A comunidade científica sabe disso, só que o problema é que eles vivem da doença, não da saúde.
      Qualquer pessoa com um minimo de educação, sabe que deve mastigar de boca fechada.
      A solução é, ficar longe do ruído, é possível, e ao mesmo tempo fortalecer o organismo, para que os barulhos não tenham impacto ou tenham o mínimo possível.
      O mundo não é o mesmo.
      Há muita poluição sonora e electromagnética que agride o organismo.

      Excluir
    2. Senhor Anônimo.. acontece que pessoas que não tem não entendem! Não é um SIMPLES barulho repetido várias vezes.. Ele pode muito bem nem ser repetido e nos irritar.. E sim todos sabemos que existem barulhos prejudiciais ao ouvido humano. E há comunidades científicas que pesquisam doenças e as que pesquisam a cura de doenças. São ramos distintos.. Em relação a mascar de boca fechada, sim qualquer pessoa com educação irá mascar de boca fechada, mas quem tem a misofonia irá ficar irritado mesmo com a pessoa mascando de boca fechada entendeu? Sim.. a solução é tentar ficar longe do barulho ou se atentar a outra atividade que se está a fazer. P.S. e isso tem tratamento..
      R.

      Excluir
    3. E qual e o tratamento?

      Excluir
  2. Desde adolescente que me irritam certos barulhos, como pessoas comendo fruta ou cenoura, ou entao mastigando chicletes, ou a respiracao profunda das pessoas. Se estou numa reuniao e tem alguem fazendo um mesmo movimento constantemente vai me irritando tanto que preciso me controlar muito para nao explodir. Sempre minha mae me chamou de "chata" mas tenho todos os sintomas de Misofonia. Miriam

    ResponderExcluir
  3. Por favor continue a fazer posts sobre a doença. É muito difícil arranjar informações sobre ela. Mas agora já sei que não sou maluca. Isto é uma doença. Há 4 anos começou-me a meter impressão ouvir o mastigar da minha família. Hoje em dia tudo me irrita. Barulhos de unhas a bater numa mesa, murmurios, alguém a escrever no computador, passos de alguém... É horrível, torno-me agressiva e as pessoas pensam que eu sou mesmo assim e culpam-me, mas a verdade é que eu só reajo assim porque elas fazem esses barulhos e ainda resmungam comigo. Não posso fazer nada porque sei que não vou conseguir estar em lado nenhum, só gosto de estar sozinha em casa, e mesmo com tampões nos ouvidos não resulta. Já pensei mesmo em acabar com tudo isto. É insuportável viver assim. Até os movimentos (mesmo que não esteja a ouvir) me incomodam. recetemente, graças à elevada pressão que tenho sentido todos os dias nos últimos anos comecei a sofrer de depressão e de ansiedade, mas os comprimidos receitados parecem não ajudar, até acho que só pioraram. Por favor, coloque mais informação para que as pessoas percebam que não temos culpa, que é uma doença. Até os médicos nos acham loucos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com que idade te apareceu a misofonia?

      Excluir
  4. Para já, excelente iniciativa! Estava a ver quando surgiria algo do género em português. Vamos ver se reunimos muita gente para podermos provar que realmente é uma doença e não um delírio ou uma mania, como várias vezes nos dizem.
    Eu poderia fazer uma lista enorme de todos os sons e movimentos que me irritam, uns mais do que outros. Li em qualquer lado que o tipo de sons ou movimentos que são piores tem também relação com a repetição dos contextos e pessoas, isto é, sofre-se também por antecipação porque sabemos que vamos ouvir um determinado barulho a determinada hora ou sabemos que aquela pessoa tem o hábito de mexer com chaves ou arrastar os pés, etc. Um exemplo: se eu sei que uma determinada pessoa mastiga de boca aberta (algo que me deixa solenemente irritada) mesmo antes de o fazer, já estou quase a rebentar, faltando aquela gotinha de água em que quase se perde a razão de tamanha revolta que se sente! Já se for alguém que não conheço é mais tolerável, até porque sei que não estarei tantas vezes assim com essa pessoa. A única solução é afastar-me das pessoas ou tentar bloquear os sons. A parte pior para mim é a dificuldade em adormecer ou acordar com qualquer barulho, mesmo que tenha um sono extremamente pesado (o que parece contrário, mas não é). Ou seja, durmo com tampões nos ouvidos todos os dias.

    Gostaria de saber se alguém já conheceu algum especialista que reconheça a Misofonia, mesmo que também já tenha lido que não há grandes formas de contornar este problema.

    Obrigada, Helena

    ResponderExcluir
  5. POR FAVOR ME AJUDEM ENCONTRAR UM LUGAR PARA FAZER TRATAMENTO DA MISOFONIA, TENHO SOFRIDO TANTO COM ESTE PROBLEMA ME TORNEI UMA PESSOA ISOLADA DOS OUTROS. AFASTEI TODOS DE MIM PORQUE O BARULHO QUE AS PESSOAS FAZEM ME IRRITAM MUITO. FOIU UMA GRANDE DESCOBERTA ESTA PESQUISA. ME AJUDEM

    ResponderExcluir
  6. Deixem os vossos mails. Rui Rosa

    ResponderExcluir
  7. Achei muito interessante este post, andava na internet à procura de um nome para o que se passava comigo e vi isto. Sou um jovem de 16 anos e tem sido desesperante viver assim, não consigo estar próximo de ninguém que esteja a comer fruta, principalmente a minha família, quando estou à mesa e ouço os ruídos começo a contorcer-me de raiva e tento de disfarçar para não pensarem que sou louco, o pior de tudo é quando ouço o meu irmão, que tem apenas 4 anos, comer bolachas ou um iogurte e só me apetece bater-lhe até ele parar, é horrível, a única altura em que me sinto bem é quando estou sozinho em casa sem barulho algum. Espero que continuem a divulgar este assunto para que alguém possa dedicar se a investigar esta doença de forma a melhorar a qualidade de vida de quem sofre disto.

    ResponderExcluir
  8. Olá, a todos! Meu nome é Junior, e tenho 33 anos.
    Estava buscando informações para entender o que eu sinto, e descobri que se trata de Misofonia.
    Eu acredito que o que sinto, se intensificou nos últimos 8 anos, tenho intolerância a ruídos e barulhos que tenham uma constância, sejam altos ou baixos.
    Como exemplos, posso citar: ranger de porta ou cadeiras; portas e janelas que ficam batendo (barulho fraco ou forte) constantemente; pessoas que mastigam de boca aberta; o ruído da abertura de latinhas de refrigerante ou cerveja; pessoa assoviando; uma pessoa batendo um lápis em uma mesa, enquanto pensa, ouve ou fala com alguém; uma pessoa abrindo e fechando, sem parar, algum objeto, como uma caneta ou pincel atômico; um cachorro que late ou gane sem parar.
    Enfim, eu sofro muito com isso, chegando a preferir distância de todos os ruídos que possam me irritar.

    ResponderExcluir
  9. Tenho esse problema também. Não sei mais o que fazer...
    O dono do blog realmente está interessado em reunir pessoas com esse problema? Seria interessante, pois quanto mais pessoas com esse problema, mas fácil fica de especialistas buscarem a cura. :D

    Isa

    ResponderExcluir
  10. Sou mais uma que apresenta esse problema, a ponto de preferir comer sozinha e não conseguir ficar perto das pessoas que amo.
    Espero muito que esse blog nos ajude. Infelizmente não sei nada sobre o assunto e até hoje me sentia um ser humano horrível por não saber conviver com os barulhos de outras pessoas. Somente agora sei que isso tem um nome. Estou emocionada.

    ResponderExcluir
  11. Eu tenho essa doença desde os meus 7 anos... Todo mundo chamava de frescura... Comecei a comer longe da minha família e ficava extremamente irritada de querer bater nos outros então comecei a ficar trancada no meu quarto por muito tempo só... É triste essa doença ninguém entende e acha que estamos fazendo frescura...
    Hj em dia estou melhor, tendo me controlar ... Mas as vezes quando estou muito estressada volta =/ Será que isso não tem cura?

    ResponderExcluir
  12. Nossa, eu tenho isso desde meus 6 anos de idade, mais todos falavam que era frescura minha, eu já fui no otorrino e ele disse que não tinha nada errado com meu ouvido e sim que era um problema psicológico praticamente me chamou de doida. Até acreditei nele porque não conhecia pessoas com esse mesmo problema que eu, apenas a minha mãe, mais o dela é bem fraco quase nunca tem, então ela nao leva mto a sério. mais ela se irrita com barulho de engolir as coisas, canetas, chaves. Eu já fico irrada quando comem, engolem, mastigam, as vezes nao precisa nem fazer barulho é só mexer a boca quando comem que ja fico irritada, o ouvido da uma agonia terrível, é insuportável.

    ResponderExcluir
  13. Também eu tenho esta doença horrivel. só à pouco tempo descobri o seu nome, porque até lá não sabia o que pensar. Os barulhos que mais me irritam são: mastigar de boca aberta e as pessoas a fungar. Ninguém nos percebe e pensam que exageramos, mas, pelo contrário, eu controlo-me muito até. Espero que algum dia haja um tratamento para isto, melhoraria muito a minha vida, já que ainda só tenho 17 anos.

    ResponderExcluir
  14. Boa noite.
    Acredito que também sofra de Misofonia, muitos dos exemplos acima me são comuns. É reconfortante saber que não estou só.
    Alguém tem alguma indicação de um profissional ou entidade especializada no estudo e tratamento?
    Se sim, por favor publiquem no site, tenho certeza de que beneficiará a todos.
    Abraço,
    Roberto

    ResponderExcluir
  15. Olá amigos vou contar-vos o pouco que sei e que se sabe.
    Não existe cura e quanto a tratamentos oficialmente não existem.
    Existem pessoas que conseguiram bons resultados com um tratamento que se chama neurofeedback que é caro e não resulta com todos pelo menos da mesma forma, já ouvi falar de outro tratamento com um farmaco chamado lyrica a pessoa que seguiu este tratamento relatou que os sintomas de misofonia melhoraram em cerca de 80 por cento mas infelizmente tem efeitos secundarios para muitas pessoas.
    Neste momento está a ser feita pesquisa na Holanda e nos Estados Unidos.
    Espero que tenham ficado um pouco mais esclarecidos acerca deste problema que nos causa tanta aflição.
    Eu criei no facebook um grupo chamado 'Misofonia em Português' espero que se juntem a este grupo para poder-mos partilhar experiencias e quem sabe se com a troca de ideias não descobri-mos o nosso tratamento.
    Um bem haja a todos Rui Rosa ( 01612@iol.pt )

    ResponderExcluir
  16. Boa noite,
    nossa fiquei espantata ao descobrir que tantas pessoas sofrem o mesmo que eu ou algo parecido. As pessoas que convivem comigo acham que sou louca, ficam rindo e não dão confiança, acham frescura o que sinto. Mas desde que consigo me lembra sinto total pavor a alguns tipos de sons, tenho pavor de pessoas que chupam o dente, mastigam de boca aberta e comem unha. Fico irritada, me isolo, uso tampão de ouvido, mas as vezes não estou mais conseguindo me controlar, esta ficando cada vez mais insuportavel, no serviço eu me sento de frente com uma colega, que chupa os dentes o dia todo, estou enloquecendo, acho que estou pagando todos os meus pecados em terra e ate o dia de hoje quando decidi pesquisar, achava que era louca e so eu sentia esse tipo de averção, pois ao contar a minha familia esse fato do serviço eles siplismente me ficam me dizendo que sou chata e que isso é implicancia. Estou tentando buscar alternativas como fone de ouvidos, mas sei que isso não é bom para minha imagem profissional, não sei o que faço para amenizar....por favor se alguem tiver fazendo alguma coisa que amenize por favor compartilhe...pois podem ter certeza que compartilharei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Meu nome é Denise e posso dizer que me identifiquei com a sua irritação.
      Estou achando que a misoginia tem relação com o Deficit de Atenção. Pois quando descobri que era portadora desse Deficit de Atenção, busquei uma neurologista que me recomendou um medicamento, que me fez ficar mais concentrada nas minhas atividades e a partir daí, não me sinto tão irritada com os barulhos que sempre me atormentaram, embora ainda me incomodem, mudou a intensidade e fico mais entretida ou concentrada no que estou fazendo. Voce já pesquisou sobre o TDAH? Existem vários tipos .dele. A desatenção é um dado comum entre o portador de TDAH e a misofonia. Espero poder ajudar como estou me ajudando!
      Um abraço
      Denise

      Excluir
  17. Eu não conhecia este termo. Sofro tanto que as vezes penso que vou enlouquecer. Queria muito voltar a sonhar. Mas a agonia é tão grande que me impede de ter uma vida saudável. Todos estes comentários parecem que estão falando da minha vida. Eu tenho ódio, raiva, enfim uma mistura de sentimentos fortes e negativos quando ouço assobio, mastigação, estalar de dedos, repetição de movimentos que emitem sons. É uma lista sem fim. Somente quem é acometido por este mal para entender a dor que algo tão simples pode causar. eu queria ajudar e ser ajudada. por favor vamos fazer algo. Juliana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Juliana, eu chamo-me Rui Rosa e criei um grupo no facebook chamado 'Misofonia em Portugues' espero ke te juntes a nós para poder-mos ajudar-nos uns aos outros, todos os ke tenham esta condição são bem vindos. Esta é aminha conta pessoal de facebook (http://facebook.com/lecter7).

      Esta é a conta do grupo:
      (http://www.facebook.com/groups/misofoniapt/)

      Excluir
  18. Eu também não conhecia esse termo, mas sempre achei que tinha algo anormal na minha mãe, entretanto acreditava ser um simples TOC. Agora porém, sabendo que a mesofonia existe, é até mais fácil compreender as agonias que minha mãe tem. Muitos nunca a entenderam e a chamavam de fresca; contudo desde pequena percebia que se fosse somente frescura ela não sofreria tanto por coisas tão pequenas. Assobios e movimentos repetitivos são algumas das coisas que a incomodam e querendo ou não tive que aprender a conviver com isso. Infelizmente o mundo não gira em torno dela e nem todas as pessoas irão entender ou ceder às "agonias" que ela tem. Sendo assim, seria muito bom encontrar uma solução para tal problema, pois não somente ela que fica incomodada, mas também eu e meu pai que ficamos limitados a fazer movimentos ou termos reações que qualquer outro ser humano normal teria. Por favor, ajudem, para que haja uma cura ou pelo menos um alivio maior.

    ResponderExcluir
  19. Grupo no Facebook de Misofonia em Lingua Portuguesa, todos os que tenham esta condição ou que sejam familiares\amigos de pessoas com Misofonia são bem vindos neste grupo (http://www.facebook.com/groups/misofoniapt/) espero que se juntem a nós :)

    ResponderExcluir
  20. Bom dia a todos!

    Compilamos algo que podera ajudar a muitos, com informaçoes simples e esclarecedoras sobre opinioes de familiares, dados sobre o som, e, uma lista dos estímulos agressores, inclusive de uma senhor que fez uma contribuiçao interessante, nos dizendo que esse sintoma podera ser um "super poder".
    http://vidaeternocrescimento.blogspot.com/2013/01/misofonia.html
    esperamos poder ajuda-los,
    wilson e iolanda
    vidaecrescimento@gmail.com

    ResponderExcluir
  21. eu odeio barulhos como de gente mastigando, engolindo, sugando, respirando, barulho de chaves, e moedas, isso me ferve o sangue.

    ResponderExcluir
  22. Primeiramente, parabéns pela iniciativa, Fernando! Tenho 15 anos e sofro com a misofonia já há um bom tempo, e acho importante termos um espaço para interagir com pessoas que nos entendam. Que possamos divulgar o blog para que mais portadores possam se expressar. O que me irrita é o barulho de respiração e mastigação, e o pior é que mesmo que eu dissesse, ninguém acreditaria. O que para muitos é frescura, para mim é uma tortura!
    Jamily

    ResponderExcluir
  23. Eu odeio o mastigar, roncar, respirar alto, torneiras a pingar, passos no chão de madeira, ver movimentos repetitivos, espirros...

    ResponderExcluir
  24. Pensava que eu era normal, porque a minha mãe também se irritava comigo a comer. Eu comecei a reparar, lá para os meus 9 anos, que só o facto da minha avó sugar a sopa, e ouvi-la a comer me dava em doida! Em entrava num estado em que só dizia para mim "faz de conta que não existe, não dês atenção, não estás a ouvir nada..." mas não resultava, ficava extremamente irritada! Mais tarde, ficou impossível de aturar pessoas a fazer barulho quando mastigavam, a mascar chiclete de boca aberta, a comer de boca aberta... Ás vezes, só o facto de alguém respirar alto, ou ressonar, já me enerva imenso! Felizmente me controlo muito, e apesar de estar a enlouquecer por dentro, consigo manter-me normal por fora. Mas isso ás vezes arruína o meu dia, por completo! Nunca tive problemas sociais devido a isso, felizmente!
    E descubro agora que é um distúrbio, nunca pensei... Existe algum especialista que possa comprovar que sofremos disso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nossa, aconteceu/acontece a mesma coisa comigo só que me irrito com meu pai

      Excluir
  25. http://misofonia-lingua-portuguesa.webnode.pt/
    Façam uma visita e deixem a vossa opinião :)

    ResponderExcluir
  26. Caramba. Acabei de descobrir sobre esse distúrbio. Minha mãe sempre dizia que eu era chata demais, apesar de dizer a ela que esses sons me irritam profundamente.
    O que mais me irrita são:
    • Sons de pessoas ao mastigar
    • Barulhos de pessoas fazendo som de música com a boca; hmmmm hmmmm
    • Pessoas cantando bem baixinho
    • Barulho de batuque repetitivo em um mesmo lugar; mesa, cadeira...
    • Qualquer barulho que as pessoas façam com a boca, ao levar os dedos a boca, por exemplo.

    E alguma forma de controle? Remédio? Tratamenteo? Psicólogo? Alguma matéria sobre isso?

    ResponderExcluir
  27. Tb acho q sofro disso, moro só com meu primo, barulho em si n me irrita, o q me irrita é fazer-lo repetidamente, por exemplo: ele vai fazer a barba e fica batendo o prestobarba na pia, dura uns 30 minutos, pense em algo q me incomoda, ou entao barulho de gente comendo avoador ou mascando chiclete, obra em q ficam batendo o martelo ou sei lá o q, no teclado do notebook dele tem um botao q aperta e faz barulho, e ele aperta toda hora, fico nervoso.

    ResponderExcluir
  28. Devo sofre disso também.. rs odeio quando alguém come algo fazendo barulho, como ao mastigar ou como tomar uma sopa fazendo aquele barulho com quem ta sugando!! fico pra morrer!!!!
    e isso.. bom saber que não sou a única a não gostar disso..rs
    vlw pessoal abraçoss

    ResponderExcluir
  29. Meus Deus, finalmente encontrei o nome do meu problema! Sempre soube que não era normal, mas nunca ninguém me surgeriu de fato, o que poderia ser. Inclusive semana que vem eu teria minha primeira sessão com uma psicóloga por esse problema estar afetando tanto o meu relacionamento com amigos e familiares. Tenho 18 anos e por volta dos meus 16 começei a surtar com ruídos alheios, tem muitos sons que me irritam, mas o que me faz ficar para morrer é mastigar fazendo barulhos altos e respiração alta. Faço cursinho pré vestibular, e tenho faltado as aulas por conta da misofonia, não suporto conversinhas, por mais baixas que sejam, os sussuros me fazem ficar nervosa e não conseguir mais nem prestar atenção na aula tendo que sair da sala, ou então pessoas que ficam fungando quando estão gripadas, gente, aquilo parece ser uma agressão á mim, a minha angústia é tanta, mais tanta, que além da raiva me consumir por inteira, não consigo mais me concentrar em nada. Em casa, as minhas refeiçoes são na grande maioria das vezes no meu quarto, e não consigo conversar mais que 1 minuto com uma tia minha que fuma e por isso tem a respiração muito pesada. Isso me dói muito, são pessoas que eu amo, e estou me afastando das mesmas pela condição em que estou :/

    ResponderExcluir
  30. Eu também tenho esse problema desde que era pequeno. Meus parentes sempre zombaram de mim, dizendo que eu sou fresco, que sou macho em casa, que na rua, no ônibus eles vão fungar na minha cara e eu não poderei fazer nada... Mais o que mais me incomoda é quando as pessoas respiram, quando comem (aquele fungada de nariz) quando fazem barulho para comer, me deixa nervoso =/
    Mas fico feliz em saber que isso não é de mim, e sim uma doença
    O FODA E QUE NO ALMOÇO EU BOTO O FONE DE OUVIDO PRA ESCUTAR MÚSICA, PRA NÃO ESCUTAR O BARULHO DELES COMENDO, MAS ELES DIZEM QUE EU SOU LOUCO DE COMER COM FONE DE OUVIDO ! TÁ UM INFERNO AQUI EM CASA
    Abraço

    ResponderExcluir
  31. Achei este link abaixo em inglês que pode ser traduzido no google que informa sobre misofonia pelo descobridor da doença Dr. Pawel Jastreboff parece que ele desenvolveu um protocolo de 9 meses para tratamento favor consultar-
    Decreased sound tolerance (DST): hyperacusis and misophonia
    Pawel J. Jastreboff, Ph.D., Sc.D., M.B.A. and Margaret M. Jastreboff, Ph.D.
    Emory University School of Medicine & Jastreboff Hearing Disorders Foundation, Inc.
    (This text contains some information which was presented at the lecture during AAA Annual meeting, Boston 2012)

    link para o artigo abaixo:

    http://www.chat-hyperacusis.net/post/Decreased-sound-tolerance-(DST)-hyperacusis-and-misophonia-by-Dr.-Pawel-Jastreboff-5870424

    ResponderExcluir
  32. Caraca encontrei o nome para a minha aflição! Eu brigo constantemente com meu marido por respirar alto demais ou comer fazendo barulho, ele bebe suco estralando a língua (eu quero morrer com isso!!!) alem de assoar o nariz com um barulho imenso (devido a uma rinite cronica) entre outras coisas como o barulho de escovar os dentes não consigo ficar perto de ninguém enquanto isso... É horrível neste exato momento enquanto relato ele já está me criticando não entendendo que isso não é simplesmente frescura.. Complicado

    ResponderExcluir
  33. me irrito com ruídos na mastigação alheia, o jeito como a pessoa mastiga, com respiração ofegante, com quem passa palito e fio dental nos dentes, com quem faz barulhos irritantes com a boca, com passarinhos cantando ao mesmo tempo, cachorros latindo ao mesmo tempo, gatos miando ao mesmo tempo, etc., com quem 'lava' a boca com o que está bebendo, acho que só.

    ResponderExcluir
  34. Olá meu nome é Edvania e eu to muito surpresa com a descoberta...rsrs !!! genteeee eu nunca ouvi falar dessa doença antes!!! e agora depois de ler este artigo descobri que sofro dessa doença! eu tenho estes sintomas há uns 15 anos... Odeio ouvir barulho de boca, seja comendo ou fazendo qualquer tipo de barulho! movimentos repetitivos me irritam! barulho de pessoa roendo unha me irrita, som de respiração alta me irrita muito!!! muitas outras coisas do tipo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante,você descreveu tudo que sinto.

      Excluir
  35. ah também me irrito com quem bate os talheres no prato, bate com força porta de armários e guarda-roupas, quando uma pessoa anda e bate a sola do pé no chinelo e faz aquele barulho de estalo...

    ResponderExcluir
  36. Sou de São Paulo, tenho 32 anos e comecei a perceber esse problema na juventude. Irritação, falta de concentração e sentimento de raiva ao mínimo som. Tenho Misofonia e o que me perturba, são sons relacionados a alimentação como: Mastigação, som do talher ao encostar no prato com pessoas próximas, me senti por vezes, muito mal por ter raiva de pessoas que amo e é algo incontrolável, o controle é o essencial porque evitar é impossível. Forte Abraço e parabéns Rui pelo trabalho!.

    ResponderExcluir
  37. Perdão... Fernando Augusto

    ResponderExcluir
  38. Boa noite, numa pesquisa do google cheguei ao vosso blog. Eu tenho este problema, nao sabia que tinha uma designacao e afeta-me por que incomodo as pessoas à minha volta. Todos os pequenos sons, que à partida a maioria das pessoas nao ouve, martelam dentro de mim, fazendo-me reagir com raiva. Até as vozes de crianças pequenas, muito agudas me perturbam. As pessoas à minha volta nao podem mastigar maçãs ou palitar dentes, ou fungar ou tossir. Enfim, o espetro é tão grande que é difcil abranger tudo aqui. Existe cura? Ja tentei a hipnose, mas como tenho falta de concentração, só a voz do hipnoterapeuta ou das musicas usadas em hipnose me irritam, e destraio-me facilmente nao conseguindo seguir as instrucoes do terapeuta.
    Ana Reis

    ResponderExcluir
  39. Dayana (daya_s2@live.com)31 de maio de 2013 11:48

    Sempre procurei saber porque me irrito tanto com isso e nunca havia encontrado... Parabéns pela matéria!
    Em casa eu fico muito nervosa... Minha mãe tem ansiedade e vive balançando o pé, batendo o pé no chão repetidamente... É tão horrível.. Sou a filha mais velha, e meus 3 irmãos mais novos (inclusive o de 4 anos) já sofreram as consequências da minha irritação... Já cheguei a dar tapas num deles pra ver se paravam... Ouvir meu pai comendo é o mesmo que se sacrificar pra mim... E minha irmã, que dorme no mesmo quarto que eu, tem sorte quando durmo primeiro que ela... Porque não aguento ouvir a respiração dela, principalmente quando estou mal-humorada... Faço curso de informática e quando está tudo quieto odeeeeio ouvir o barulho dos teclados e do mouse :S
    Até em músicas as vezes percebo que há um toque muito repetitivo de algum instrumento específico e paro de ouvir porque não suporto isso...
    Tenho 15 anos e começou há uns 3 anos atrás... Mas pelo jeito vou ter que conviver com isso pro resto da minha vida /:

    ResponderExcluir
  40. nossa, descobri o que tenho! Não sabia da existência dessa doença, tem tratamento? Fico muito irritada, a ponto de gritar com as pessoas, brigar por conta do som que emitem, meu humor muda se percebo os sons que me irritam. Que bom que não chata de verdade

    Fico profundamente irritada e tenho que me retirar do local, quando:

    fazem som ao engolir as coisas
    respiração ofegante ou fora do normal.
    som de coisas fritando
    burburinhos
    espirros
    pernas, braços, mãos mexendo sem parar
    quando comem sopa e fazem aquele barulho horriiiiiiiiivel
    gente, eu me irrito demais. Brigo dia e noite com meus familiares por conta dos sons que eles fazem, é mais forte que eu.
    como controlo isso??

    parece sempre que estou um nível de estresse muito alto.

    quero noticias sobre isso: marianamorodasilva@hotmail.com


    ResponderExcluir
  41. Achei que só eu tivesse esse problema, nem acreditei quando achei uma designação. Barulhinhos repetitivos com a boca e nariz sempre me incomodaram, fico muito irritada e tento sair de perto. No entanto, há 1 ano parece que aumentou e tenho sofrido diariamente com isso. Meu chefe fica o dia todo fazendo barulhos com o nariz e garganta não sei como falar para ele parar de fazer isso. Sem contar as vezes que ele fica lendo baixinho, tenho vontade de jogar algo na cabeça dele rsrs. Será que pode ter aumentado a intolerância porque agora eu fico o dia todo nervosa com esse meu chefe? Isso tem me prejudicado pois sou hipertensa e tenho certeza que a pressão sobe quanto passo por isso. Alguém já tentou algum tratamento? Pensei em fazer um curso de meditação, será que resolve?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá

      O ponto não é a senhora estar mais intolerante,mas provavelmente, o seu corpo está é mais desgastado.
      Isso não tem tratamento na medida em que está a parecer propor.
      O que está a parecer propor, é o que erroneamente o negócio que é a medicina propõe. A eles só lhes interessa vender remédios, e criar doenças, não lhes interessa a cura.
      O que o seu corpo lhe está a dizer é que o desgaste que ele tem tido, está a enfraquecê-lo.
      Tem que se irradicar os focus de stress que estão a enfraquecer o organismo, e ao mesmo tempo se quiser dar-lhe os nutrientes necessários para o recompor

      Excluir
  42. Caros amigos (as)
    A misofonia é um problema crônico que afeta boa parte da população que a tem em variados graus que vão desde a irritação com os veiculos usinas de som tocando funk até a intolerância com um simples bater de asas de uma borboleta já que a misofonia não se limita aos sons mas também abrange as imagens. A misofonia tem variadas causas que ainda não estão devidamente elucidadas mas que vão desde a intolerância nata da pessoa até causas espirituais de dificil identificação.
    Para aliviar um pouco os sintomas é sempre interessante que o portador de misofonia procure se exercitar na arte de desprezar os barulhos que a incomodam. Este desprezo é um estado d'alma onde a pessoa vai se tornando naturalmente indiferente àquilo qua a cerca e que num primeiro momento a incomoda, ou seja, o misofônico deve procurar de alguma maneira deixar que a razão sobrepuje a emoção que dita as suas reações diante dos barulhos. Seria começar a ver beleza naquilo que agora a incomoda; entender que o barulho é natural e que não feito para irritá-la; é um exercício mesmo e, como todo exercício, a princípio é difícil mas depois passa a ser prazeiroso.
    Para se ter uma idéia mais ampla sobre as causas espirituais eu indico a leitura no seguinte link: http://antaoluz.blogspot.com.br/2013/03/misofonia-aos-olhos-da-espiritua...
    Espero ter ajudado em alguma coisa.
    Elcio.

    ResponderExcluir
  43. Eu nao sei exatamente quando comecei a ter a doença. Minha propria familia se afastou de mim , falavam que eu era chata,doida etc. E eu nao sabia o que fazer,era so eu escuta um barulho de boca que ja me subia um odio insupotavel eu tremia de raiva parecia que eu ia ter um treco do coraçao , na infacia eu e meu pai nao desgrudava pra nadaeramos muitos proximos ai mais pra frente acho que por volta dos meuus 11 anos ja comecei a acha irritante,distaciei do meu paai pq ele comia muita unha e fazia muito barulho com a boca,meupai pensa que nao gosto dele. Quantas vezes eu chorei porque ninguem me entedia, so me julgavam falava pra mim ser mais paciente e eu chorando respondia que nao conseguia me controlar, eu cheguei a pensar que era maluca senti raiva de mim mesma, eu achava que aculpa era minha e tinha raiva por nao conseguir controlar, foi indo e foi piorando nao suporto o barulho do relogio(tic tac), roncos, gente chupando bala ou madtigando chiquele, pra mim parece uma tortura sem fim. Agora nao brigomais com minha familia,sempre que vejo que alguem vai comer me afastopra evitar confusao,sempre almoço ou janto primeiro edepois vou pro meuquarto ouvir musica poque ate o barulho queeles fazem com as talheresme incomoda. Isso me afastou da minha familia

    ResponderExcluir
  44. Olá, tenho 14 anos e comecei a sofrer disso aos 10 quando reparei que meu avô chupava os dentes depois que comia algo, depois minha irmã fez uma cirurgia no nariz e por causa da rinite fungava toda hora, era e é uma tortura pra mim e eu me imaginava esquartejando ela e meu avô , com o passar do tempo eu fui me irritando com outros barulhos e me irritando cada vez mais.Hoje eu me irrito com:
    Barulhos de mastigação
    Barulhos de respiração( quando me acordo de madrugada e tem alguém ressonando eu chego a chorar de raiva)
    Janelas batendo por causa do vento
    Barulhos de taco de sapatos no chão
    Me irrito com minha mãe coçando o rosto quando está nervosa.

    Enfim, eu me afastei de todo mundo e como sozinho no quarto.Eu não tenho facebook, portanto não posso me juntar ao grupo,infelizmente.
    E o pior é que ninguém me entende!Preciso de ajuda.

    ResponderExcluir
  45. Minha Misofonia é somente para pessoas comendo, respirando, ou tomando alguma coisa. Tipo, meu pai faz muito barulho quando come, eu fico possesso por dentro, que barulho chato, minha mae faz um barulhao quando engole liquido dá pra ouvir passando pela garganta, já fico puto com isso tambem. E barulho de respiraçao, quando a pessoa nao consegue respirar pelo nariz, mas ainda insiste em respirar. PQP ODEIO, e sou uma pessoa calma ainda.

    ResponderExcluir
  46. poxa... incrivel tata gente com estes sintomas e não se fala nunca deste problema... a mim o que me fazia confusão sobretudo na adolesc~encia era o barulho de mastigar, de engolir e os jeitos de boca que os meus pais e irmãos faziam... as outras pessoas não me incomodavam tanto mas na família (quem eu mais gostava!) era a loucura... um tormento a hora da refeição.Pareca que eu ficava á espera de ouvir ou ver algo para alimentar a minha raiva... Já sabia os jeitos e os ruídos de cada um,por antecipação... de doidos mesmo... E quanto mais atento ficava, mais sofria... não é fácil.. não faz sentido... mas quase impossivel de controlar... hoje já não vivo com eles e tento gingir que me é indiferente quando estou com eles, mas mesmo assim fica marcado na memória... que estupidez mesmo...

    ResponderExcluir
  47. Engraçado isso, eu tenho, ainda mais quando a pessoa está "comendo" algo que faça barulho ou chupando algo e fazendo barulho -.-

    ResponderExcluir
  48. Eu não fazia idéia q isso era uma doença... Achava q eu era chata ou q fosse algo relacionado com os homônios femininos. Mas eu me irrito demais, demais msmo com pessoas mastigando, fazendo barulho ao beber algo, chupando bala, pirulito ou sorvete e fazendo barulho, qndo a pessoa espirra mais de 3 vezes seguidas, qndo a pessoa tosse mais de 3 vezes seguidas, qndo a pessoa boceja mais de 3 vezes seguidas, qndo a pessoa está com o nariz escorrendo e fica "puxando caca", não consigo ficar muito tempo perto de quem respira "macio" como se tivesse puxando o ar pela garganta e qndo converso com alguem pelo bate papo do facebook e a pessoa fica mandando mensagens picadinhas ao em vez de escrever tudo de uma vez só. Acho q devem ter mais coisas, mas agora só lembro disso.

    ResponderExcluir
  49. Acabei de descobrir o que eu tenho...
    Não consigo olhar na cara da minha colega de sala quando ela está comendo.
    O barulho de estalação de boca, de saliva ao mastigar os alimentos, lambeção de boca, e movimento do maxilar dela e de qualquer outra pessoa me irrita.
    Mascar chicletes e fazer bolinhas me irrita mais ainda, a ponto de eu ter que sair de perto para não voar no pescoço.
    Achei que eu estava ficando louca já, e que eu era esquizofrênica.
    Obrigada pela ajuda.

    ResponderExcluir
  50. Eu não consigo ouvir os outros comendo, só eu mesma. Eu acho nojento e fico irritada.

    ResponderExcluir
  51. Caramba, nem sabia que isso tinha um nome. Sofro a beça com isso, é um saco, depender de transporte público e ficar com medo de quem vai sentar ao lado, a frente ou a trás, chegar em casa e não poder ficar perto do pai da gente, os amigos chamarem para comer e vc ter que negar porque vai ser como o inferno... Tenho esse problema a tempos e a simples visão do maxilar se movimentando já me tira do sério. Achei que fosse bipolaridade, ou crise de ansiedade, não sabia que tinha nome, mas definitivamente é um problema e acho que para as pessoas que amamos precisamos ser sinceros e abrir o jogo. Conversei com meu pai, disse que é uma condição e hoje ele me respeita, na mora do almoço, fazemos nossas refeições separados e as vezes tenho a liberdade de levantar e falar que vou pro quarto e ele sabe que não precisa se desculpar, que não é nada pessoal. Valeu o post!

    ResponderExcluir
  52. Vejo essa questão toda mais como um problema de relacionamento social que uma doença clínica. É fato que ninguém gosta de ouvir barulhos repetitivos. Uns têm uma tolerância maior que outros, entretanto qualquer pessoa vai se irritar caso alguém assobie Starway To Heaven por 3 horas consecutivas no seu ouvido. Não tem nada de errado em se irritar com isso, aliás um barulho repetitivo é tão ruim quanto fumaça de cigarro pra um não fumante. O que está errado é a maneira de abordar a pessoa que está gerando essa irritação. Se a pessoa pedir, com educação, para a outra parar com o barulho, a chance do problema ser resolvido é grande. Se pedir agressivamente, a pessoa geradora quase que certamente vai continuar e/ou aumentar o barulho (o que não deixa de ser uma atitude ignorante).
    Agora, se o sujeito irritado deixar a agonia interior aumentar e postergar a resolução do problema, certamente atritos fortes serão gerados, e a tendência é se irritar com mais variações de barulho. Se a pessoa chega ao ponto de se irritar com alguém comendo ou respirando, é porque phodeu a poha toda. Falo por experiência própria, a melhor maneira é falar educadamente com o gerador da irritação. Se a pessoa gosta de você ela vai tentar não fazer/diminuir sua irritação. Se ela não se importa, é porque não gosta ou não se importa com a sua presença, então nesse caso a melhor maneira é se afastar, pois você não tem a obrigação de viver no inferno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja, é bom esclarecer o assunto da misofonia, que é assunto serio. Acabei de ler em outro site o caso de uma pessoa cujo pai possuia essa doença e os cinco filhos herdaram esse problema que é abordado pela neurociencia. TOdos os filhos tinham esse problema à mesa de nao conseguir suportar o menor dos ruidos inofensivos na mastigação de outros, à ponto de reagir com euforia (ja que os batimentos cardiacos aceleram) ou de ter que se retirar da mesa às pressas. Usaram a palavra "panico" desses barulhos. Então, pondere bem suas colocações. Pode ser que tenha pessoas que apenas se irritem, mas algo toleravel sem grandes mudanças de humor e casos realmente de misofonia.

      Excluir
  53. Criei uma comunidade no facebook:

    https://www.facebook.com/BarulhoParaComer

    ResponderExcluir
  54. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  55. Trabalho em um escritório, e fico irritado com um colega que quase quebra o teclado para digitar, perco a concentração toda vez que ele aperta mais forte nas teclas. também acontece quando pessoas falam alto no telefone, fazem barulhos com a boca (tz tz ou hummm hummm humm, ficam cantarolando), rangidos na cadeira a cada 20 segundos porque o cidadão não consegue ficar parado na cadeira. Fico muito nervoso com tudo isto e a produtividade cai para 20 % do que poderia produzir se estivesse em silêncio. há alguma solução para amenizar a irritabilidade aos sons repetitivos?

    ResponderExcluir
  56. Nossa todo tipo de barulho repetitivo deixa a minha cabeça a ponto de explodir e só de falar sobre isso já fico mal....e pra piorar estou começando a ter raiva de movimentos repetitivos tbm..aff

    ResponderExcluir
  57. Tenho esse problema , mas só com o som de mastigação , mas som quando feitos por pessoas próximas a mim , família e namorada 'kk.. me sinto com raiva quando esse som 'mastigação , bater os dentes na colher , morder alimentos crocantes ,, gostaria de um tratamento , ou algo que posso fazer para melhorar isso ,, se alguém puder me ajudar ficarei grato ..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sugiro uma terapia comportamental pois ela trata de problemas semelhantes. É a linha analito-comportamental e é bem diretiva!Por exemplo, tem bons resultados em transtornos de panico e fobias como agorafobia (medo de sair casa e acontecer coisas ruins)

      Excluir
  58. Nossa! incrível! não acredito que achei!!! muito bom poder compartilhar estes sentimentos com outras pessoas...."herdei" a misofonia do meu pai, e percebo que tenho desde a minha adolescencia....hj com 34 anos ainda sofro e muito, e o pior...sozinha...as pessoas q nao tem, não se incomodam e acham que é frescura mesmo....então há um ano estou em tratamento, mas sinceramente...não estou percebendo melhora...infelizmente....vi que muitas pessoas aqui tem o mesmo problemas que eu, mas precisamos ir atrás de tratamentos que possam nos ajudar...muito bom poder compartilhar com vcs....

    ResponderExcluir
  59. Gente, acho que tratamento psicoterapeutico na linha comportamental ajudaria a minimizar ou evitar que se agravasse e genralizasse para mais sons ou pelo menos a aprofundar! É possivel trabalhar os sentimento de panico que aparecem nesse contexto. Nunca senti antes dessa forma, mas ate outro dia fiquei extremamente irritada, apesar de aguentar calada, meu namorado comendo fazendo barulho, mas teve um precedente. Nao sei voces mas eu tenho algumas irritaçoes nao so com som, entao nao sei ate que ponto é uma "agoniazinha". A primeira fez que fiquei irritada foi essa, mas porque ja estava irritada com pequenas coisas. Talvez o problema da misofonia só aumente! Sugiro mesmo uma terapia comportamental pois ela trata de problemas semelhantes. Pelo visto tem um fator biologico, hereditario que pesa bastante, mas quem sabe pode ser reversivel o o cerebro aprender a se controlar...

    ResponderExcluir
  60. Cláudia de Brisbane26 de outubro de 2013 09:07

    Nossa pessoas, eu pensei que eu era ruim, má, implicante e me culpava, sofria com peso na consciência...e agora vejo que não é assim e que não sou a única! Obrigada por este blog existir. Pra mim é uma tortura, literalmente falando, quando o pai da minha filha, meu ex marido vem nos visitar e fica pra jantar ou traz guloseimas, estas ocasiões sempre acabam em brigas, discussões e, SIM FOI UM DOS MOTIVOS PARA O DIVÓRCIO!!!
    Não sei como explicar, mas os ruídos e gestos que algumas pessoas fazem, mesmo educadas à mesa, e principalmente ele alteram algo no meu organismo, eu não consigo me concentrar no que estava falando ou fazendo, ou assistindo, meu sangue corre com maior velocidade a cabeça pulsa...é horrível, a irritação vem e eu acabo estragando tudo!!

    ResponderExcluir
  61. Já faz anos que venho ficando cada vez mais incomodado com o sons que minha mãe emite ao mastigar e respirar, agora estou ficando incomodado com meu padrasto também, não tenho rancor deles, mas estes sons me irritam de mais eto com receio que isso comece a acontecer com mais pessoas ao meu redor...

    ResponderExcluir
  62. Boa noite! Procurando encontrar algumas respostas eu cheguei a esse blog. Estou até aliviada... Sempre me achei uma pessoa muito ruim... Muito difícil... Por que me incomodo com qualquer barulho, principalmente quando estou estudando ou escrevendo algum texto... Fico irritada, agressiva... E isso tem feito eu me afastar de muitas pessoas... A minha convivência familiar e com amigos é péssima e a minha aprendizagem também, pois não consigo me concentrar, o que me deixa mais nervosa ainda... É uma verdadeira tortura... Choro quase todos os dias... Eu gostaria de ajuda se possível... Alguém saberia de algum tratamento para pelo menos amenizar um pouco esse sofrimento? Grata.

    ResponderExcluir
  63. Nossa, é inacreditável o tanto de pessoas que tem o mesmo problema que eu. Meu pai acabou de jantar e ele come de boca fechada, só que o alimento passando de um lado para outro gera um barulho irritante ao extremo, parece que tá comendo lavagem. E o pior é que ele e minha mãe chupam dente, e não sei o que é mais irritante. Gente eu estava muito preocupada e achando que era frescura minha, mas são tantas pessoas que a matéria me convenceu. E sério eu preciso de ajuda porque esses barulhos, além de janela batendo, bater lápis e caneta em mesa e ficar apertando a caneta que dá aqueles (tic tic tic) me levam a IRA. Dá vontade de bater, sei lá, fazer qualquer coisa pra deter aquele barulho tão irritante. Na hora que chega alguém comendo perto de mim eu ja logo penso "vou ficar nervosa" e estou permanecendo no local como forma de tentar me controlar, mas se fico, a raiva vai se alimentando, e quando terminam de comer eu não consigo pensar em outra coisa a não ser do barulho. O povo aqui de casa não me respeita e sabe que não gosto, minha mãe inclusive faz de propósito e quando eu faço uma coisa que ela não gosta, só falta ela juntar minhas coisas e me mandar pra fora de casa. Que bom que o dono desse blog está reunindo pessoas com o mesmo problema. Porque eu to IRADA e meu pai começou a roncar.
    Meu nome é Rafaela Piassi e tenho 18 anos.

    ResponderExcluir
  64. Boa tarde! Tenho este problema desde de pequena, o som que mais passo mal infelizmente é de teclado, há pessoas que digitam fazendo um barulho enorme e eu quase morro com isso, por diversas vezes tive que parar o q estava fazendo e sair de perto para não surtar. Bom, uma amiga minha estava passando em uma farmácia e viu um protetor auditivo chamado NEXCARE da marca 3M, é bem baratinho vem com 2 pares e custa 3,00, ela me falou e eu comprei, estou inclusive usando agora... pra quem tem problema com barulho de teclado é muito bom pois é possível conversar e falar ao telefone, e graças a Deus não deixao o ruído passar e o melhor é que não machuca pois ele é feito com uma espuma bem macia... eu estava usando protetor auricular, mas estava sentindo muitaaaa dor... então esse aqui nexcare salvou-me rsrs... fica a dica.. mas isso é só pra aliviar pra conseguir trabalhar tranquila, o certo mesmo é buscar um tratamento para esta doença pq acho q com o passar dos anos vai piorar. abraços Jennifer 23 anos

    ResponderExcluir
  65. tenho problema de barulho de maxilar e mastigação! fico em estado de nervos na hora, perco concentração, fico cheio de odio, vontade de agredir.

    ResponderExcluir
  66. A mastigação de alimentos crocantes de uma pessoa perto de mim me deixa enfurecido, preciso me controlar. Muito bom estes comentários, gostaria de resolver isso.

    ResponderExcluir
  67. Nossa eu não sei o que fazer pois pequenos barulhos me irrita profundamente mais do que o barulho de bomba...só de eu ver alguém mastigando eu ouço o barulho dos dentes da pessoa e o barulho da comida na boca da pessoa, outro fato que me irrita muito é o barulho do ponteiro de certos relógios parece que essas duas coisas estão dentro da minha cabeça...

    ResponderExcluir
  68. Olá! agora sei que minha mãe tem misofonia desde jovem. Hoje aos oitenta e seis anos, continua a não suportar: pessoas conversando, sons musicais extremamente baixissimos, torneira pingando, comendo cenouras, tamborilar com os dedos na mesa, etc.

    ResponderExcluir
  69. Vivo na pele esta situação todos os dia 24por48 horas sem parar, moro em uma rua que todo dia tem um azucrinando com gritos , som alto crianças gritando de manhã ,tarde e a noite e o vagabundos, quando não funk a noite inteira ,quando penso que acabou meu vizinho começa a falar sem para e alto , e isto já são umas 2h da madrugada, aí eu penso agora eu consigo dormir...
    Que nada começa os cachorros a latir sem parar , e é assim a quase três anos que moro neste Novo mundo, a única solução que acabei encontrando foi colocar protetores de ouvidos 24h por dia, gostaria de saber se isto pode danificar os meus ouvidos?

    ResponderExcluir
  70. Eu também sofro disso. Odeio assobios, o barulho do vídeo game do meu irmão, gente q fala alto no telefone, gente cantarolando, cochichando, limpando os dentes fazendo barulho, respiração alta. Ontem quase q estrangulo uma pessoa dentro do ônibus pq a pessoa não sabe ouvir a musica ela tem q cantar para o ônibus inteiro ouvir. Tem os assovios q o pessoal do meu trabalho adora. Poxa, vc esta numa repartição pública, está todo mundo em silêncio trabalho aí começa alguém a assobiar alta o outro baixa e aquilo me da um ódio, uma tristeza pq ninguém se importa. Fico pensando devo ser uma essoa muito infeliz por que isso incomoda a mim e mais ninguém , não sabia q era doença, achei q deveria ter algum distúrbio mental, alguma coisa. Não sei se fico feliz por saber q não estou só, não sou a única a sofrer com isso. Fico triste por nós por que sinceramente é uma sensação horrível e as pessoas não entendem. A pessoa do ônibus q estava cantarolando viu q eu estava incomodada e continuou cantando a viagem inteira só para me irritar. Triste por que como ela existe muitos...

    ResponderExcluir
  71. eu convivo com isso a anos e nem sabia que era doença e minha mãe não entende ela fica magoada chora até mais é algo que não consigo controlar so de ver ela comendo distante de mim me dar vontade de sair correndo me dar ódio, raiva dar vontade de me descabelar a minha irmã tbm tem mania de sugar a comida do dente isso é mesmo que me matar as vezes eu fico tão irritada que falo coisas que não é pra falar.

    ResponderExcluir
  72. Descobri hoje que sofro de misofonia. Toda a gente, incluindo eu mesma, achava que era uma tolice minha, uma mania.
    Desde os 6 anos que sou extremamente intolerante ao ruido de ressonar. Tenho grau 6 da escala. Hoje casada, durmo do outro lado da casa para não ouvir o meu marido. Já cheguei a fugir de um autocarro por ouvir um senhor a ressonar.
    Conhecem algum bom terapeuta em Lisboa?
    Receio ir ao acaso e acabar a tratar-me com um charlatão.
    Ainda bem que não sou um caso único porque sempre pensei que havia algo errado comigo.

    ResponderExcluir
  73. Fico muito incomodada quando estou no coletivo e há pessoas falando alto ao celular, conversando entre si, rindo. Quando posso eu mudo de lugar, outras vezes coloco fones de ouvido, tudo para ficar no maior silencio possível. Mas o pior mesmo é quando estou com meu marido. Às vezes tenho a impressão que ele faz barulho ao comer só para me provocar. Muitas vezes eu saio do mesmo ambiente em que ele está comendo. O pior é quando ele come maçã e faz barulho. Eu chego a pensar em nem comprar mais essa fruta para não ouvir ele comendo. A mesma coisa com alimentos crocantes como batata palha, pipoca, torrada. Eu fico FURIOSA. Tenho a impressão que na casa dos outros ele não faz tanto barulho, ou então com mais pessoas juntas eu não escuto. Mas quando estamos sozinhos e ele emite esses sons eu quase enlouquece. Já falei várias vezes, parece que sou chata. Não sei se às vezes ele esquece ou se faz para me provocar. Eu ficou irada! Isso não pode ser normal.

    ResponderExcluir
  74. eu tenho esse problema. nao suporto ver pessoas mastigando. nao posso ver nem o movimento da boca.as vezes antes de escutar o barulho so de ver o movimento da boca ja me estresso. o barulho que se faz com comemos me irrita muito, e é mais intenso com pessoas mais proximas. Fico com odio,nervosismo.Gostaria de descobrir uma soluçao nao sei mais o que fazer.Minha mae acha que sou fresca,que eu posso evitar mais nao e tao simples assim.

    ResponderExcluir
  75. Olá, eu fico mt incomodada e irritada com a respiração ofegante de pessoas, roncos ou qualquer tipo de barulho q uma pessoa dormindo faça perto de mim, o som do arrastado de chinelos, fungados e também me irrito com piscar de olhos forte e mt repetitivo da minha mãe. Faço tratamento para ansiedade mas ainda estou do mesmo jeito e ja estou desesperada. gostaria de saber se isso é misofonia. tenho essa dúvida pois me irrito tbm o piscar de olhos mt repetitivo, e a atos repetitivos de alguém, como passar as mãos no cabelo, por exemplo.
    larissa

    ResponderExcluir
  76. Ronco, pessoa mastigando, som do barulho quando alguém toma café assoprando, gente fazendo barulho ao tomar sopa, o barulho que algumas pessoas fazem com os dentes, barulho quando alguém escova os dentes, barulho do gelo batendo no copo...

    ResponderExcluir
  77. Fico irritada com a tv do vizinho mesmo quando está baixinha, fico ansiosa, com o coração acelerado...

    ResponderExcluir
  78. ronco de pessoas,barulho de respiração,barulho de relogios,pessoas mastigandos e tbm qando o chuveiro começa a pingar fico mto irritada qando isso acontece

    ResponderExcluir
  79. Eu odeio ouvir alguém mastigar, torneira pingar, pessoas com movimentos repetitivos, e etc... mas não sabia que se tratava de uma doença.

    ResponderExcluir
  80. Preciso urgentemente de ajuda
    Nao consigo trabalhar
    não consigo estar com ninguém
    nem mesmo com o meu marido
    Isto está cada vez mais horrivel.
    alguem conhece algum tratamento em lisboa.
    isto está a acabar comigo

    ResponderExcluir
  81. Tenho 15 anos, mas comecei a ter algumas dificuldades parecidas com os sintomas que você referiu há cerca de 1 ano. Odeio ouvir pessoas a mastigar, pessoas irritam-me quando respiram alto, quando ficam batendo os dedos enquanto toca uma música, quando ficam batendo o pé no chão... Só hoje percebi que posso estar passando por esse problema...

    ResponderExcluir
  82. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  83. Tenho 17 anos comecei a perceber esses sintomas a mais ou menos 3 anos, não suporto barulho de pessoas mastigando, pingos de água na torneira, pessoas "fungando" o nariz quando estão resfriadas, respiração ofegante (ronco nem se fala). Esses ruídos produzem em mim uma vontade enorme de gritar e sair batendo e derrubando tudo o que está em minha frente

    ResponderExcluir
  84. Pigarro! Pigarro é campeão. Mas se for alguém novo, tudo bem o q não dá é aquele pigarro já velho conhecido da mãe ou de alguém muito próximo...comer de boca aberta se for a primeira vez tuuuudo bem, pode ser grosso à vontade, mas se for o irmaozinho ou o pai, q eu já sei como é q fazem e a língua e tal, me sinto em pânico! Atualmente a coisa q mais acaba comigo é gente q fala demais e não ouve porra nenhuma q vc diz e não para de falar o dia inteiro e se hospeda na sua casa e fala desde a hora q acorda até a horinha de fechar os olhos!!! Me da enxaqueca, quero sumir! Tudo bem q devo ter essa tal misofonia, mas as pessoas podiam ser mais sensíveis e se mancar, né? Acho falta de respeito! Eu me preocupo em não desrespeitar os outros sempre, mas a grande maioria é grossa e sem educação.

    ResponderExcluir
  85. Sempre me irritei com certos sons que voces já referiram aqui, mas as mudanças na minha vida pioraram a misofonia dramaticamente. Desde que a minha carreira terminou precisamente em plena crise economica, desde que tive esgotamentos por estudar na Universidade, gastar montes de dinheiro e tempo e ter ficado depois no desemprego e no limite da pobreza, desde que a partir dai so arranjei empregos temporarios, e aproxima-se uma nova fase de desemprego, desde que fui perdendo os meus sonhos e entrando em depressão profunda na qual me encontro cada vez pior, a misofonia está sempre presente. Dispara -me o coração em pulsações aceleradas e não pára, chego a chorar. A depressão grave que sofro aumentou imenso o meu sofrimento com os sons. Uso tampoes nos ouvidos e procuro nos transportes evitar ATÈ pessoas a conversar, por vezes até isso me sobressalta. Principalmente se forem aquelas pessoas que falam alto ou mudam repentinamente o tom de voz. Fico logo com as pulsações aceleradas. É quase tudo: pessoas a mastigar, pessoas a tossir, pigarrear (horrivel! esse deixa-me fora de mim), a fazer bolas de pastilha elastica que depois rebentam, bébés a gritar, os passos de saltos altos (insuportavel), dedos a bater nas mesas, tiques de pessoas abater com o guarda chuva no chão, musica com batida muito alta, alarmes, carros a buzinar, pessoas a "fungar" quando constipadas. Ver: pessoas a lamber os labios, pessoas a surgir repentinamente num sitio, (pelo susto, é horrivel) a meterem o dedo no nariz, unhas sujas, pessoas a mexer os dedos dos pés descalços, etc...tudo se tornou insuportavel. Já estou a sofrer tanto com a vida, sem futuro, sem esperança, prestes a por um fim á vida, e ainda por cima ter de ouvir estes sons que me disparam o coração numa ansiedade horrivel, insuportavel!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tamos junto. Sinto exatamente tdo isso!!!

      Excluir
  86. Olá assisti a matéria sobre esta doença hoje no fantástico e me tenho os mesmos sintomas relacionados à doença ! vou procurar ajuda pois o sofrimento é grande para mim as pessoas que tem que lidar com minha irritabildade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou aliviada por não ser a unica, barulhos do tipo arrastar cadeiras, pessoas q fazer questões em tossir e
      espirrrar em cima de mim q ódio, barulho de talher no prato, ficar me cutucando, meu sangue enguenta. Me sentia arrogante não sabia que eu estava doente estou muito feliz . Mais infelizmente não sei como posso lidar com isso moro em comunidade e as pessoas só falam gritando! !!
      espirrar em cima de mim

      Excluir
    2. Ai que felicidade saber que existem pessoas assim como eu. Acho que vou enfartar qdo tem alguém tossindo e espirrando perto de mim.

      Excluir
  87. Nossa,vi a matéria no Fantástico e descobri que vários barulhos me irritam e tenho muita raiva. Tenho que tratar.TSP

    ResponderExcluir
  88. Não sei se saber que isso é uma doença, me tranquiliza ou me preocupa mais ainda. Só sei que desde criança tenho raiva de ouvir pessoas mastigando bolachas, torradas, chips, balas, chicletes, torresmo, ou seja, tudo que faz barulho. Pior que tenho uma irmã que sabe da minha chateação e faz de picardia!

    ResponderExcluir
  89. Nossa pois tenho essa doença eu e um filho, todos esses barulhos me incomoda muito chego a sentir raiva. Quero saber porque barulho de ronco e a pessoa ressonar me da raiva, sinto uma sensação estranha e mexe com meu lado sexual, sinto vontade e já incomodei meu marido quando vivia com ele a noite toda. nunca pude trabalhar em UTI por conta disso sempre trabalhei NAS ALAS EM HOSPITAIS, MAS NUNCA TIVE CORAGEM DE FALAR PRA ALGUÉM, ACHAVA QUE SÓ COMIGO ACONTECIA ISSO.

    ResponderExcluir
  90. Tenho 65 anos e comecei a sentir por volta dos dez anos, já mudei de residência por causa de um barulho agudo e me identifiquei com alguns sintomas e fiquei sensibilizada com tanto sofrimento, Sofro com barulhinhos, canto de passarinho, de grilo, funk, conversa alta e de gente agitada, me afasto e no celular, apitos, barulhos de motor bem baixinho, uso tampão de ouvido e tomo remédio para dormir. Seria bom que algum terapeuta pudesse ajudar com algumas dicas

    ResponderExcluir
  91. Olá pessoal hoje passou uma reportagem sobre o assunto no fantástico, e estou tão feliz de descobrir um nome para meu problema!

    ResponderExcluir
  92. Então, é muito complicado viver com esse problema que até agora há pouco não sabia que é uma doença, mas, vendo tantos relatos percebo que sou mais uma entre tantos que se martilizam por sentir raiva de quem produz esses malditos e insuperáveis barulhos ...
    Ontem mesmo, eu arranque o molho de chaves da mão da minha mãe para parar com aquele barulhinho das chaves se batendo ... pior ainda é qdo não conheço a pessoa que carrega as chaves, as moedas, ou chaveiros pindurados em bolsas.
    E ouvir o arrastar de sapatos, chinelos, sandálias no chão!!!! Pq as pessoas não andam direito???? Custa levantar os pés??? Já cheguei a discutir com uma moça que trabalhava comigo de tanto eu pedir para ela andar direito ... ficamos meses sem noa falar ... E o pior é que meu marido faz isso ... chego a andar em corredores separados no mercado para evitar ouvir, e já pedi milhares de vezes para ele andar direito, mas ele olha bem pra mim e arrasta os sapatos dizendo que sou boba ... Até o arrastar dos calçados nas novelas me irrita ... sempre tem o mesmo barulho ...
    Barulho ao mastigar é extremamente insuportável, as vezes até o som que eu mesma faço me inoja, tenho que parar de comer ... respirar fundo ... para tentar voltar a comer ... muitas vezes já me sentei sozinha em casa para não ver e ouvir meu enteado comendo ...
    Mas, alguns sons que determinados animais fazem são realmente enlouquecedores ... já cheguei a quebrar objetos quando uma cadela q mora na minha rua começa a gritar e chorar e uivar sem parar .... nessa hora eu ligo o rádio no último volume e canto bem alto para não ouvir, mas o q mais me irrita, é saber que esse maldito som não incomoda mais ninguém da rua ...
    .
    O Guardinha com o apito passou agora a pouco aqui ... tenho vontade de ir lá fora e gritar bem alto para ele parar de tocar esse barulho .kkkkkk, as vezes eu acho mesmo q sou uma velha chata ranzinza de apenas 33 anos... me imagino com 70 srsrsrsr só por Deus..
    Existem muitos outros incômodos, mas esses são os piores ..

    ResponderExcluir
  93. Também sofro desse mal, é ótimo saber que existe um nome para isso e que realmente é uma doença! Só gostaria de saber o melhor tratamento...

    ResponderExcluir
  94. Eu sempre fui chamada de chata ou impaciente por não suportar alguns barulhos, tinha um cachorro que o fato dele andar pelo apartamento me deixava LOUCA, não conseguia pensar nem fazer mais nada quando eles estava andando batendo as patinhas... quando alguém come do meu lado me dá profunda irritação, quanto mais crocante o alimento pior... parece que estão fazendo de propósito, mas fico me policiando pra não falar nada e me taxarem como chata com frescuras, é um alívio saber que isso tem nome, existe tratamento!?

    ResponderExcluir
  95. tenho isso desse do 15 anos, e sofro com isso pos não consigo comer junto com ninguém fico isolado sempre, não sei oque eu faço para melhora ,quando mi dou conta pedindo para fazer menos barulho.

    ResponderExcluir
  96. Tosse e espirro altos tb me tiram do sério. O que fazer?

    ResponderExcluir
  97. Nossa...muito confortante saber que não sou a unica que sofro desse "mal"...fico muito irritada quando alguém aperta sem parar a caneta, aquele tic tic me desconcentra a ponto de não conseguir escutar mais nada...

    ResponderExcluir
  98. Não fazia ideia do que se tratava, tive problemas familiares e graves, não como com minha família por não suportar os barulhos, as vezes imperceptíveis aos ouvidos comuns, briguei com meu namorado pedindo para que fizesse menos barulho ao mastigar e ao engolir, é desesperador, você sente raiva, ódio, sua vontade é de gritar "Come direito poxa, olha o barulho, olha a educação, come que nem gente!". Não há como controlar, não é frescura, é ruim, é péssimo e é bom saber que existem mais pessoas iguais a mim, que não é loucura ou idiotice.

    ResponderExcluir
  99. oi eu tambem tenho esse problema o barulho de um teclado encomodame muito não consigo estar ao lado de pessoas que estão a mastigar pastilhas ,não consigo ver uma torneira a deitar gotinhas de agua ,o que fasso pr tatar disso,tenho tido muitos problemas com o meu marido por causa desse problema estou sempre a diser a ele( não faz isso esta a erritar-me

    ResponderExcluir
  100. Olá. Fiquei muito aliviada ao assistir ao Fantástico e descobrir que o que tenho é uma doença e não frescura. Na verdade, a minha irmã é quem estava assistindo e me mandou uma mensagem para ver tbém pois ela pode identificar os meus sintomas ali.
    Quando adolescente e morando ainda na casa dos meus pais tive muitos problemas como meu pai pois não suportava almoçar ao lado dele. O barulho que ele fazia na mastigação era demais pra mim. Muitas outras coisas também me incomodam como cachorros e gatos se lambendo, relógios, digitação forte, chupar os dentes, barulho de molhos de chaves, pessoas batendo o pé no chão repetidamente, etc... Mas os piores, os que me deixam louca de raiva são mesmo a mastigação e bolas de chiclete. Eu queria pode destruir todos os chicletes do mundo.

    ResponderExcluir
  101. Bom dia pessoal!
    Vi no fantástico a reportagem e me identifiquei.
    Tenho horror a pessoas batendo as pernas seguidamente, me dá vontade de segurar, se bem que muitas vezes peço para a pessoa parar, porque isso me irrita muito.
    Outra coisa que me tira do sério e não consigo dormir é o tic-tac do relógio, e o pingar de uma torneira.
    Ontem mesmo, tinha uma torneira na minha casa pingando, era um frio tremendo e eu me levantei e fui achar uma maneira de fazer com que a torneira parasse de pingar.
    O mastigar das pessoas eu já aprendi a disfarçar, consigo não prestar atenção nisso, mas no começo foi difícil.
    Me irritava muitas vezes a ponto de xingar alguém que estava perto de mim mastigando.
    Na verdade nem sabia que isso era uma doença, achava que eu era chata mesmo, mas como percebi, também não se tem tratamento com remédios, o único tratamento é psicológico, que poderemos aos poucos ir deixando de lado as percepções e nos concentrarmos somente no que nós mesmos estamos fazendo.
    Obrigada por tantos esclarecimentos.
    É muito bom saber que não sou louca, cheia de manias, como eu achava que era.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  102. Pessoal eu sempre achei
    que fosse um distúrbio psicológico mesmo,pois sabia que não era normal a minha irritação,me identifico com todos os casos de barulho repetitivo como canto de pássaros,galo,teclado,ou seja,odeio todos os tipos citados acima ,chego a segurar a mão do meu marido pra ele não se mexer ou morder as unhas,mas já sabendo que não é normal,tento me controlar.

    ResponderExcluir
  103. Olá pessoal, me identifiquei muito com a moça da reportagem do fantástico, achei que estivesse ficando louca, porque todo mundo falava que era chatice minha, estava quase acreditando nisso, tenho apenas 25 anos com essa chatice toda imagina mais pra frente, nem eu me aguento as vezes, me irrito com talher batendo no prato, assovio, cantarolar, limpar os dentes, batuque na mesa, mascar com a boca aberta, clique de caneta, digitar do teclado de outras pessoas, uivo de cachorros, fungar o nariz, tosse sem vontade... queria achar um tratamento para isso logo, porque é muito difícil trabalhar com o público.

    ResponderExcluir
  104. Tenho 43 anos, e vi essa reportagem no Fantástico. O fato é que a muito tempo me irrito com sons de carro (grave), pessoas mexendo a perna, barulho de mastigação, pessoas estralando dedo, até já me levantei pra caçar um grilo de madrugada por causa do ruído dele. Notei que a sequencia o movimento repetitivo e no mesmo compasso te tempo me causa a irritação.

    ResponderExcluir
  105. Tenho essa doença desde os 10 anos, tinha vergonha de falar pros meus pais e isso me incomoda pq não consigo ficar perto das pessoas que amo, e ngm liga p isso pq acham que é bobeira. Me incomoda todos os dias, e me da uma dor no peito (n sei se é no peito ou no coração) e tenho medo de morrer. Posso estar exagerando, mas por conta disso passo mal. Estou depressiva, preciso de ajuda.

    ResponderExcluir
  106. Estou surpresa ao ler tantos comentários a respeito desse assunto, eu achava que somente eu me irritava com coisas assim. O que me incomoda de verdade são pessoas comendo perto de mim. Simplesmente NÃO SUPORTO! Até mesmo se não fizerem barulho, só pelo fato de estarem mastigando algo já me irrita, chego a ranger os dentes de raiva, começo a sentir uma vontade louca de bater na pessoa, já aconteceu de eu sair da mesa e arranhar meus braços para ver se o ódio passava.. É inexplicável a terrível sensação, é uma agonia sem fim.

    ResponderExcluir
  107. Meu Deus! Tenho TOC há mais de 15 anos, mas de um tempo para cá, comecei a não suportar barulhos. Todos os psiquiatras me disseram que isso era TOC... que fazia parte do TOC, mesmo eles nunca tendo visto um TOC assim...
    SÓ AGORA lendo este site, descubro que essa é uma doença independente do TOC. MEU DEUS, então não sou só eu !!!!! Moro no andar de baixo da casa da minha mãe, e o teto é de madeira. Cada vez que eles caminham lá encima, ou arrastam cadeiras, ou fazem QUALQUER ruído, me sinto louca, é como se desse um choque dentro da minha cabeça... me dá uma raiva insuportável..dá vontade de gritar.. de bater neles...é um sofrimento horrível! lMeu rosto fica quente,queimando, e bato em mim mesma pra passar aquilo... Não é só no andar de baixo, é em qualquer lugar que esteja. É quando um galo canta, há barulho de crianças gritando na vizinhança, um cachorro latindo, á noite o barulho de um carro passando, sons repetitivos ou não, uma batida qualquer, janelas sendo abertas, QUALQUER BARULHO principalmente os agudos ( com esses parece que vou explodir ). E agora começou um terrível: não suporto mais ouvir a voz da minha mãe; é uma voz aguda e ela fala alto... acontece o mesmo com a voz da minha irmã. Por causa disso fico longe delas o tempo todo, nunca fico perto delas...elas já notaram esse afastamento, e pensam que eu não gosto delas. Mas eu as amo, só não suporto o som das suas vozes, e não sei como lhes explicar isso. Tenho vergonha disso, e pensei que era só eu que tinha. Porque ninguém fala dessa doença? nem mesmo os psiquiatras sabem que ela existe!
    Também tenho problemas com o movimento das pessoas dentro de casa, pernas balançando, etc
    Ultimamente, passo O DIA TODO com as mãos nos ouvidos, apertando bem forte para não ouvir nada. Só quando tem alguém olhando é que não tapo os ouvidos, e fico me aguentando, mas com muita raiva. Me isolei, por causa do barulho, e minha vida está INSUPORTÁVEL..
    Será que então isso é Misofonia? ou é TOC ? Alguém me responda por favor. Vai me ajudar saber, porque então posso procurar tratamento

    ResponderExcluir
  108. Eu tenho 13 anos e QUAL QUER SOM REPETITIVO ME IRRITA, cachorro latindo, pessoas batendo na mesa e até mesmo quando minha mãe me chama pra acordar, ela fica chamando mil vezes meu nome com o mesmo tom de voz isso me deixa irritada,,,, eu não acho isso normal, mas é maior que eu quando vejo já estourei.

    ResponderExcluir
  109. Eu me irrito profundamente com pessoas que escrevem em português de Portugal.

    ResponderExcluir
  110. odeio barulho de batuque no prato parece que a pessoa ta tocando fanfarra nao sabe comer num prato de vidro sem fazer um puta escandalo,fora mastigar chupando,e depois ficar chupando dente...meu deus da vontade de matar serio

    ResponderExcluir